Contato: (11) 9 7686 4370

Destinos

India Clássica com Amritsar


Warning: sizeof(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /home/venturoviagens/public_html/wp-content/themes/wildcat/single-product/meta.php on line 15

Descrição

Viagem a India Clássica com visita a Amritsar.

Visitas a Delhi, Amritsar Agra e Jaipur.

Roteiro dia a dia:

Dia 01 –  CHEGADA EM DELHI.

Chegada no aeroporto de Delhi, recepção e traslado para o hotel. Restante do dia livre.

Dia 02 – DELHI.

Café da manhã e saída para passeio de dia inteiro visitando a Velha e Nova Delhi. Iniciaremos nossa primeira visita ao mágico pais de India, começando pela Nova Delhi e seus principais monumentos, entre eles: Minarete de Qutab, monumento iniciado em 1193, marca do primeiro lugar onde se estabeleceu o primeiro reino Muçulmano no norte da India. Esta torre da vitória de cinco praças iniciou-se com Qutbuddin Aibak e se finalizou com seu sucessor IItutmish. Foi construído para simbolizar a supremacia do Islã. Tumba de Humayun, construída pela maior de suas viúvas e mãe do imperador Akbar. Este é o primeiro exemplo da arquitetura mogol na India. Acredita-se que este Mausoléu foi a inspiração para Shah Jahan construir o Taj Mahal.

A Nova Delhi brilha com seu esplendor, como uma sentinela solitária protegendo a fronteira de um império passado. É uma cidade rica, com cerimoniosos jardins, o magnifico Edifício do Parlamento e o Rashtrapati Bhawan, a residência oficial do Presidente da India.

Em seguida visitaremos a porta de entrada da India, originalmente chamada de Memorial de Todas as Guerras Indias. É um monumento construído pelo arquiteto Edwin Lutyens para homenagear os soldados que morreram na Primeira Guerra Mundia e nas Guerras Afegãs de 1919. A pedra inicial foi posta em 10 de Fevereiro de 1921 pelo Duque de Connaught. Os nomes dos soldados que morreram nestas guerras estão escritos nas paredes do monumento. Sua construção se finalizou em 1931. Desde 1971, encontra-se no monumento, uma chama eterna conhecida como Amar Jawan Jyoti (a chama do guerreiro imortal), a qual marca a “Tumba do Soldado Desconhecido” e está dedicada a honrar os soldados desconhecidos mortos na batalha entre India e Paquistão nesse mesmo ano.

Velha Delhi teve seu destaque depois que Shan Jahan mudou a capital da India de Agra para Delhi. Visitaremos o Mercado de Chandni Chowk com 300 anos de idade, que é um labirinto de ruas cheias de lojas que vendem uma extraordinária variedade de produtos e comidas. O barulho e as multidões são uma parte essencial de qualquer mercado da India. Passearemos nesse mercado de ciclo-riquixás.

Continuaremos o passeio até a Jama Masjid , a maior mesquita da India, desenhada por Shah Jahan e foi seu último legado arquitetônico. Originalmente é chamada de Masjid-i-Jahan Uma.

Em completo contraste com o barulho, o El Raj Ghat (Patio Real), é um memorial que recorda o hindú Mahatma Gandhi, principal artífice da independência da India.

Em seguida, passaremos através do Forte Vermelho, construído em meados do século XVII, também por Shah Jahan, que foi saqueada pelo exército nômade de Nadir Shah e posteriormente, pelos soldados britânicos. Retorno ao hotel.

Dia 03 – DELHI/ AMRITSAR  (trem).

Café da manhã e traslado para a estação de trem em Nova Delhi para embarque em trem com destino a Amritsar (embarque as 07.20hs e chegada as 13.25 hs).

Amritsar foi fundada pelo guru Ram Das sob o nome de Sarovar, sobre um território que comprou por 700 Rúpias dos proprietários da Vila de Tung. Sua localização era privilegiada e era um ponto de acesso para quem seguia pela Rota da Seda. No principio o guru Ram Das começou a construir o Santokhsar Sarovar, próximo ao povoado de Sultanwind em 1564, obra que não foi concluída até 1588. Em 1574 guru Ram Das construiu sua residência e se mudou, lugar conhecido como Chakk Ram Das.

A partir de então a cidade foi denominada Amritsar. A pedra da fundação foi colocada pelo santo muçulmano Sain Mian Mir Sahib de Punjab, durante a inauguração do Templo Dourado, a pedido do guru Arjun Dev. Uma lenda conta que um pedreiro tentou corrigir o alinhamento da pedra e foi repreendido pelo guru Arjun Dev que lhe disse que o alinhamento da pedra era um sinal terrível para o futuro da cidade, que era atacada, destrupida e reconstruída constantemente. Os construtores colocaram a pedra da fundação em 03 de Janeiro de 1588.

Sain Mian Mir tinha uma estreita amizade com o guru Arjun Dev e tentou interceder quando este foi capturado, torturado e morto a mando do imperador Jahangir. Sua amizade continuou com o seguinte guru, Hargobind, que novamente teve que trabalhar para obter sua liberdade quando foi capturado temporariamente no Forte de Gwalior.

Em 1601 o Templo Dourada estava finalizado e em 16 de Agosto de 1604 o guru Granth Sahib, se mudou e estabeleceu o primeiro volume de escrituras Sij. Foi também onde se instalou o Akal Takht (trono da imortalidade, o trono do reinado perpétuo), sede do poder politico Sij, construído pelo guru Hargobind em 1609. Bandeiras representando a soberania temporal e espiritual Sij foram içadas frente ao Akal Takht e debaixo delas, o guru Hargobind depositou espadas de “Miri e Piri”, alegóricas a autoridade temporal e transcendental Sij.

Amritsar, casa de Harmandir Sahib, conhecido também como Templo Dourado, epicentro cultural e espiritual da religião Sij. Este santuário atrai mais visitantes que o Taj Mahal de Agra: cerca de 100.000 pessoas o visitam diariamente e é o principal destino turístico da India.

A tarde, visitaremos o Templo Dourado, o mais sagrado da religião Sij, que está aberto para todos e não se pede dinheiro. Tem uma atmosfera genuinamente espiritual apesar da aglomeração e assim como o Taj Mahal, vale a pena visitá-lo a diferentes horas do dia, especialmente ao amanhecer e durante o por do sol. Retorno ao hotel.

Dia 04 – AMRITSAR.

Café da manhã e saida para visita a Jallianwala Bagh e assim como, o Templo Dourado.

Jallianwala Bagh: o Massacre de Amritsar, também conhecido como o massacre de Jalianwala Bagh (o jardim de Jallianwala) foi uma chacina ocorrida em 1919, na qual as tropas britânicas atiraram contra uma multidão de manifestantes Sij.

No ano de 1919, o governo britânico da India promulgou o decreto Rowlatt, com a qual prolongou seus regimes posterior a Primeira Guerra Mundial, com a finalidade de combater as atividades subversivas existentes na região. Em 13 de Abril do mesmo ano, uma grande aglomeração de pessoas se reuniu em Amritsar para protestar contra essas medidas. A concentração saiu de controle e os soldados começaram a disparar, matando 379 pessoas e ferindo outras 1200.

O massacre foi marcado permanentemente nas relações entre a India e a Grã Bretanha, sendo historicamente o prelúdio do movimento de não cooperação que encabeçou Mahatma Gandhi entre os anos de 1920 e 1922.

A tarde, excursão a fronteira de Wagah para visitar a Cerimonia da Fronteira da India com o Paquistão. Chegaremos até a fronteira , 30 km a oeste de Amritsar e 2km oeste do povoado de Attari por dois motivos: para assistir a cerimônia noturna de fechamento da fronteira e para atravessar para o Paquistão.

Teatro Militar: Fronteira Wagah: Toda noite, antes do pôr do sol, um grupo de militares indios e paquistaneses se encontram na fronteira para iniciar uma extraordinária cerimônia de 2o minutos do mais puro teatro executada com carinho, orgulho e machismo, e com uma incrível sincronização. Convém chegar cedo para conseguir uma boa localização.

A encenação se divide em dois grupos, um de cada pais, e com a bandeira nacional em cima. O público também está dividido e a vitória do seu grupo os leva aos gritos.

Após um sinal, ambos se colocam em guarda para inicio da cerimônia. A cerimônia consiste em passar diante do público do outro país, bater o solo, soltar uns gritos e, bem cheios de orgulho, colocar- se frente ao outro grupo com o semblante fechado, peito inchado e os punhos apertados.

As portas estão abertas. Ao sinal, os oficiais marcham até se encontrar , apertam as mãos se cumprimentam brevemente. Logo, marcham em passo de ganso até a fronteira e dão meia volta para reverenciar a bandeira, quando indios e paquistaneses se encontram ombro com ombro.

Soam as cornetas e as bandeiras se descem lentamente, de modo que nenhuma fique mais alta do que a outra, o que implicaria uma superioridade nacional. Em seguida, são dobradas e guardadas no posto da guarda. Em seguida, as portas se fecham  e o público sobe ao palco para tirar fotos com os soldados uniformizados.

Retorno ao hotel.

Dia 05 – AMRITSAR/ DELHI (TREM)/  AGRA (210 quilômetros/ 5 horas).

Café da manhã e saída para a estação de trem para embarque com destino a Delhi (Saída as 05.10hs e chegada as 11.15 hs). Chegada em Delhi, recepção e traslado rodoviário para Agra. Chegada e hospedagem.

Dia 06 – AGRA.

Café da manhã. Neste dia, visitaremos o Taj Mahal e o Forte de Agra.

Pela manhã, seguiremos em carro puxado por cavalos (Tonga), em direção ao inigualável Taj Mahal, construído por Shah Jahan em memória a sua esposa Mumtaz Mahal que morreu em 1631. Este majestoso mausoléu combina elementos da arquitetura islâmica, persa, india e turca. Estima-se que trabalharam em sua construção, cerca de 20.000 homens da Pérsia, Turquia, França e Itália e levaram cerca de 17 anos para completar esse poema de amor em mármore.

Mais tarde, visitaremos o Forte de Agra, construído pelo imperador Akbar entre 1565 e 1573, revela o talento mogol para combinar arquitetura defensiva com beleza e design. Essa fortaleza palácio foi iniciado por Akbar como uma cidadela puramente defensiva e posteriormente foi completada por duas gerações sucessivas, acrescentando um delicado mosaico de mármore e magníficos palácios. O forte é a história de Agra Mogol e oferece uma mágica visita ao Taj Mahal. Retorno ao hotel.

Dia 07 – AGRA/ FATEHPUR SIKRI/ JAIPUR (275 quilômetros/ 6 horas).

Café da manhã e saida em direção a Fatehpur Sikri, localizado a 40 km de Agra. Foi construída pelo imperador Akbar entre 1571 e 1585, em honra ao santo sufi Shaikh Salim Chisti que abençoo Akbar e o nascimento de três filhos. Sua arquitetura, fusão de estilos hindú e islâmico, reflete a visão secular de Akbar e seu modo de governar. A escassez de água foi o fator de abandono desta cidade fantasma, onde os elegantes edificios falam da beleza e  o esplendor do império Mogol. Depois da visita, continuação até Jaipur. Chegada e hospedagem.

Jaipur – capital do Rajastão, com seus característicos edifícios de cor rosa escuro, a cor que representa a hospitalidade na cultura Rajput. Fundada por Raja Jai Singh no século XVIII, está rodeada de colinas cuja parte superior está repleto de Fortes e Palácios que inspiram contos de fadas. Camelos caminhando lentamente e habitantes vestidos com roupas de cores brilhantes, revelam um patrimônio desértico em Jaipur. Enquanto isso, os mercados estão repletos de maravilhosos souvenirs, telas pintadas a mão e artesanatos. Convidamos a visitar a cidade de amor, lendas e tradições.

Dia 08- JAIPUR/FORTE DE AMBER/ JAIPUR

Café da manhã e saida as 7 horas da manhã para visita ao Forte de Amber (subiremos montados no em um elefante e desceremos de jipe).

Montados em elefantes, subiremos até o alto da colina onde se encontra o Forte de Amber e suas muralhas. Apreciaremos a cidade histórica dos reis de Amber junto ao Lago Maota e estamos certos que este lugar será uma das melhores experiências que você viverá na India, um lugar que contém os segredos dos Marajás. O majestoso Forte de Amber (pronuncia-se “Amer”), um maravilhoso exemplo da arquitetura rajput, que se eleva em cima de uma rochosa ladeira de uma montanha situada a 11 km ao norte de Jaipur.

Amber já foi a capital do Estado de Jaipur. A construção do forte teve inicio em 1592 por comando do marajá Man Singh, comandante do exército de Akbar, o imperador Mogol. Mais tarde, foi ampliado por Jai Singh (I y II) antes de se mudar para a Capital Jaipur.

Durante o trajeto, uma breve parada para fotos no Palácio dos Ventos ou Hawa Mahal. O palácio foi  construído em 1799 e é um dos melhores exemplos do talento artístico do Rajastão. Ele foi construído para que as damas da corte pudessem entreter-se observando o movimento da cidade. Hoje em dia continua sendo um excelente lugar para observar a agitação da cidade. Do seu topo é possível admirar a impressionante vista do Jantar Mantar, o Palacio da Cidade e o Bazar Sideori. Sua construção foi comandada pelo marajá Sawaj Pratap Singh e forma parte do complexo do Palácio da Cidade.

A tarde, visita ao Palácio do Marajá ou Palácio da Cidade de Jaipur, antiga residência real transformada em Museu. Uma pequena parte é utilizada pela familia real de Jaipur.

Uma de suas principais atrações é a Armeria, com uma impressionante variedade de armas, pistolas, espadas, fuzis, etc, que a familia real já utilizou através da história.

No primeiro piso está o Museu Textil, que é um bom exemplo dos tecidos e trajes de toda a India. O Palácio cobre quase a sétima parte da zona da cidade. A entrada principal conduz ao pátio central, que é o Mubarak Mahal.

Continuando o passeio, visitaremos o Jantar Mantar que é o maior observatório do mundo construido em pedra e mármore por Jai Singh desde 1728 até 1734. Situado perto da porta da cidade, o observatório conta com 17 grandes instrumentos, muitos deles em perfeitas condições de funcionamento. Retorno ao hotel.

Desfrutaremos um passeio de ciclo-riquixás pelo mercado local antes de regressar ao hotel. Retorno ao hotel.

Dia 09 – JAIPUR/ DELHI (275 quilômetros/ 5 horas).

Café da manhã e saida  com destino ao aeroporto de Delhi para embarque em vôo de retorno ao país de origem. Fim dos nossos serviços.

O roteiro inclui:

* 8 noites de hospedagem com café da manhã, sendo 2 noites em Delhi, 2 noites em Amritsar, 2 noites em Agra e 2 noites em Jaipur.

* Traslados aeroporto/ hotel/ aeroporto.

* Transporte rodoviário entre Delhi/ Agra, Agra/ Jaipur e Jaipur/ Delhi.

* Bilhete de trem Delhi/ Amritsar/ Delhi.

* Passeio de ciclo-riquixá no Mercado Chandni Chowk (Delhi) e no Mercado de Jaipur.

* Passeio de elefante no Forte de Amber em Jaipur.

* Passeio de charrete até a entrada do Taj Mahal em Agra (Tonga).

* Guia local falando espanhol.

* Seguro viagem.

Hotéis categoria A

  • Hotel Le Meridien, 5 estrelas (Delhi – 2 noites)
  • Hotel Radisson Blu, 5 estrelas (Amritsar – 2 noites)
  • Hotel ITC Mughal, 5 estrelas (Agra – 2 noites)
  • Hotel Fairmont, 5 estrelas (Jaipur – 2 noites)

 
Hotéis categoria B

  • Hotel Kempinski, 5 estrelas (Delhi – 2 noites)
  • Hotel Radisson, 5 estrelas (Amritsar – 2 noites)
  • Hotel Trident, 5 estrelas (Agra – 2 noites)
  • Hotel Hilton, 5 estrelas (Jaipur – 2 noites)

 
Hotéis categoria C

  • Hotel Crowne Plaza Today, 5 estrelas (Delhi – 2 noites)
  • Hotel Ramada, 4 estrelas (Amritsar – 2 noites)
  • Hotel Clarks Shiraz, 4 estrelas (Agra – 2 noites)
  • Hotel Holiday Inn, 4 estrelas (Jaipur – 2 noites)

 

SAIDAS DIÁRIAS ATÉ 15/ABRIL/2015.

HOTÉIS CATEGORIA A:

Preço por pessoa: 
Acomodação single

US$ 3,268.00

Acomodação dupla

US$ 1,890.00

Acomodação tripla

US$ 1,660.00

 

HOTÉIS CATEGORIA B:

Preço por pessoa: 
Acomodação single

US$ 2,750.00

Acomodação dupla

US$ 1,628.00

Acomodação tripla

US$ 1,396.00

 

HOTÉIS CATEGORIA C:

Preço por pessoa: 
Acomodação single

US$ 2,430.00

Acomodação dupla

US$ 1,468.00

Acomodação tripla

US$ 1,235.00

Entre em contato

    Nome (obrigatório)

    Seu e-mail (obrigatório)

    Telefone*

    Assunto (obrigatório)

    Mensagem (obrigatório)

    Avaliações

    Não há avaliações ainda.

    Seja o primeiro a avaliar “India Clássica com Amritsar”

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Você também pode gostar de…